11/04/22

IPCA de 11,30% para Selic de 11,75%

Maior variação para um mês de março desde o Plano Real.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do país, de março teve alta de 1,62%, 0,61 ponto percentual (p.p.) acima da taxa de 1,01% de fevereiro, informou nesta sexta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa é a maior variação para um mês de março desde 1994, quando o índice foi de 42,75%, no período que antecedeu a implementação do real.

“Na minha visão, o índice subiu além do esperado pelo mercado (na média 1,3%), o que deve gerar uma maior pressão para o aumento da taxa de juros. Atualmente, a Selic está em 11,75% e o último boletim Focus previa os juros fechando em 13% a.a”, comenta Fabiano Braun, private banker e sócio da Matriz Capital. No ano, o IPCA acumula alta de 3,20% e, nos últimos 12 meses, de 11,30%, acima dos 10,54% observados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em março de 2021, a variação mensal foi 0,93%.

Braun lembrou que Paulo Guedes, ministro da economia, anunciou que a conta de luz dos brasileiros vai cair 18% no mês que vem, sem “canetada” e sem impor riscos financeiros às empresas do setor. “Isso devido a recuperação dos reservatórios das hidrelétricas, fazendo com que a bandeira tarifária volte a ser bandeira verde”.

Oito dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados tiveram alta em março. A maior variação (3,02%) e o maior impacto (0,65 p.p.) vieram dos Transportes, que aceleraram na comparação com o resultado de fevereiro (0,46%). Na sequência, veio o grupo Alimentação e bebidas, com alta de 2,42% e 0,51 p.p. de impacto. Juntos, os dois grupos contribuíram com cerca de 72% do IPCA de março. Houve aceleração também nos grupos Vestuário (1,82%), Habitação (1,15%) e Saúde e cuidados pessoais (0,88%). O único com queda foi Comunicação, com -0,05%. Os demais ficaram entre o 0,15% de Educação e o 0,59% de Despesas pessoais.

Para o cálculo do índice do mês, foram comparados os preços coletados entre 26 de fevereiro e 30 de março de 2022 (referência) com os preços vigentes entre 29 de janeiro e 25 de fevereiro de 2022 (base). O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980, se refere às famílias com rendimento monetário de 01 a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange dez regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília.  

(Monitor Mercantil)

Para melhorar a sua experiência utilizamos cookies essenciais e de acordo com a nossa Política de Privacidade, ao continuar navegando, você declara que concorda com estas condições.