23/08/21

Educação financeira ajuda as famílias

A educação financeira tem sido uma solução para muitas famílias que não sabiam o que fazer para sair do "vermelho" e voltar para uma zona de conforto.

Muitos casais têm enfrentado dificuldades financeiras, principalmente ao longo deste período de pandemia. O desemprego tem abalado e provocado alterações na estrutura familiar. Mas, como lidar com essas dificuldades no casamento?

A educação financeira tem sido uma solução para muitas famílias que não sabiam o que fazer para sair do "vermelho" e voltar para uma zona de conforto.

A economista e planejadora financeira Cecília Perini dá algumas dicas de como evitar crises e também como sair delas. "Há diversas chances e oportunidades abertas para que os casais possam se organizar", pontua.

Dicas da especialista para organizar as finanças sem brigas:
Compartilhamento de renda
Nem todos os casais têm o hábito de dividir com seu parceiro sua renda. Abrir uma conversa e falar sobre a receita e a saída de ambos, faz com que tenham controle sobre os caminhos econômicos.

Manter gastos essenciais
Ter consenso ao manter os gastos que são essenciais faz a total diferença. Se está fazendo algum gasto que não é essencial, deve-se fazer o corte deste gasto e planejar um novo uso para esse dinheiro.

Por tudo em uma planilha
Registrar em uma planilha todos os gastos do mês, ajuda a fazer parâmetros com os meses anteriores e ter noção dos gastos e das economias feitas durante o período de crise financeira.

Conversas com as crianças
Conversar com os filhos ajuda muito a família a manter os gastos sob controle. Não alimentar as expectativas e vantagens 'desnecessárias' dos filhos faz com que eles tenham uma visão sobre o que está acontecendo.

Reserva emergencial
Se as melhorias forem acontecendo, ter uma reserva emergencial é importante. Separar do orçamento, não comprometido, 10% do que você ganha e guardar em uma conta permite uma segurança em casos extremos, evitando futuros empréstimos.

Casais já endividados
Se um casal já está endividado, vale a pena buscar uma boa conversa com as instituições nas quais o casal está no vermelho. Buscar parcelamento e baixa taxas de juros são boas alternativas que podem aliviar no bolso.

Reinventar
A perda da renda tem sido um dos principais motivos para crise financeira entre casais. Se reinventar, de maneira rápida e buscar uma nova forma de renda pode evitar um maior impacto. Inovação no profissional, um pequeno negócio com vendas é uma boa opção.  

(Folha de Vitória)

Para melhorar a sua experiência utilizamos cookies essenciais e de acordo com a nossa Política de Privacidade, ao continuar navegando, você declara que concorda com estas condições.