09/08/17

É CEDO QUE SE APRENDE...

A importância da educação financeira não se limita apenas aos adultos, é importante educarmos nossas crianças desde cedo, assim poderemos formar adultos que possam investir e gastar no futuro de forma consciente.

Acredita-se que a partir dos 6 anos de idade uma criança possui capacidade de entender alguns ensinamentos básicos sobre o dinheiro. E por isso devemos iniciar desde cedo a conscientização delas para que possam gastar no futuro de forma consciente.

Uma maneira de iniciar a educação financeira seria criar uma pequena lista de desejos a serem atingidos no curto prazo (um mês por exemplo) lembrando sempre que os pequenos não entendem o que é esperar por vários meses para alcançá-lo.

Assim podemos remunerar a criança pela realização de pequenas tarefas como guardar os brinquedos no final do dia e por isso pedir que guarde algumas moedas em um cofrinho. Desta forma ensinamos que o trabalho vem antes da recompensa e após concluída esta etapa pode-se utilizar o dinheirinho para a realização do desejo.

Com o crescimento da criança, pode-se inserir temas como poupar parte dos recursos com o propósito de alcançar objetivos maiores, consumir de forma consciente pensando também nas questões ambientais e até mesmo iniciar um investimento, abrindo por exemplo uma conta poupança no nome dela.

É importante ficar atento para não transformar a criança em um ávido consumidor e com grande apego aos bens materiais. Devemos ensinar a utilizar o dinheiro de forma positiva, a partir de decisões responsáveis e que temos que ter prazer em usá-lo.

Vamos educar nossas crianças para que tenham uma vida financeira saudável, consumindo de forma consciente e poupando para a aposentadoria!