10/08/17

Pensando em Previdência Complementar

Tanto numa roda de conversas entre colegas de trabalho, como entre amigos ou até entre familiares,

Tanto numa roda de conversas entre colegas de trabalho, como entre amigos ou até entre familiares, acredito que já tenhas conversado sobre o tema: a ´Reforma da Previdência`. Independente de qual o desfecho que se terá sobre as alterações ou não, o que importa é que o trabalhador brasileiro deve buscar e principalmente começar a planejar a sua aposentadoria complementar. Abaixo cito cinco motivos que dão respaldo a opinião de que deves pensar sobre a sua previdência complementar: 

1) Previsibilidade de recebimento no futuro: Deves pensar em cortar o ´cordão umbilical` da Previdência Social. Uma das vantagens da previdência privada é que o trabalhador possui controle sobre o quanto ele poderá receber quando se aposentar, pois, o que será poupado, será seu, diferentemente do INSS, que possui o sistema de caixa, ou seja, quem trabalha hoje paga para quem já está aposentado. Comece a poupar, mesmo que seja pouco, mas comece. 

2) Cobertura superior ao teto do INSS: Quanto mais a renda do trabalhador for aumentando, a tendência é de que menos haverá cobertura do valor da sua última renda no futuro pelo regime de Previdência Social. O trabalhador que passa a vida toda somente ganhando um salário mínimo, irá se aposentar com este valor. Porém o trabalhador que recebe mais que o teto do INSS (R$ 5.189), caso não tenha uma previdência complementar, é certo que terá sua renda reduzida. 

3) Benefício fiscal: Este motivo é válido para quem aplica no tipo PGBL da Previdência Complementar e efetua a declaração do Imposto de Renda no modelo completo, e com isso pode usufruir do benefício fiscal de deduzir 12% da renda na hora do cálculo do imposto a pagar no momento da declaração. A rentabilidade será sempre sobre o valor aplicado, e somente haverá desconto de IR quando o investidor resolver sacar valores. 


4) Colaboração da empresa contratante: No caso de empresas que oferecem fundos de pensão para os colaboradores, como benefício, algumas oferecem ajuda na contribuição para a aposentadoria do colaborador. Cada empresa possui regras e formas de calcular qual o valor adicional para contribuição através de critérios pré-estabelecidos, porém, como exemplo, pensemos que no caso da empresa C, ela informa aos colaboradores de que para cada R$ 100 que o colaborador contribuir para a previdência complementar (fundo de pensão), esta colabora com mais R$ 5. Este é um excelente motivo. Caro leitor, se trabalhas numa empresa que ofereça este benefício não pense duas vezes, comece a contribuir. Se puderes somente R$ 10,00 e a empresa aceitar este valor mínimo, comece e com o passar do tempo vá aumentando o valor de acordo com a sua condição e capacidade financeira. 

5) Disciplina os indisciplinados: Infelizmente, a maioria dos brasileiros não possuem a cultura de pensar no longo prazo. É por isso, que convencer uma pessoa de que ela deve guardar um valor do seu salário para previdência é difícil. Por isto, que a previdência possui este caráter de ´disciplina` para quem é indisciplinado. Determine um valor que deve ser descontado diretamente da sua folha de pagamento para ser diretamente alocado na sua previdência complementar. Espero que os motivos acima listados lhe ajudem a avaliar sobre a importância de teres uma previdência complementar. Até a próxima. 

(Cristiano Mahfud Watzko - JDV)