02/03/20

INSS: Tempo para se obter benefício é o maior em cinco anos

O tempo médio de espera dos segurados para obtenção de resposta aos pedidos de benefício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em 2019 foi o maior em cinco anos, segundo informações enviadas pelo órgão ao Tribunal de Contas da União (TCU). As informações são doG 1. As informações constam de manifestação remetida pelo INSS ao TCU à qual a TV Globo teve acesso. A manifestação foi enviada a fim de justificar a contratação de pessoal extra para diminuir a fila de espera para concessão dos benefícios, entre os quais aposentadorias por tempo de contribuição, por idade e por invalidez, auxíliodoença, pensão por morte e salário- maternidade.

De acordo com o INSS, para reduzir a zero a fila em 2020 e 2021, será necessária a contratação 9.101 pessoas como mão de obra temporária (1.506 servidores especializados e 7. 5 9 6 para atendimento à população). A lei prevê que os pedidos sejam analisados em um prazo de até 45 dias. No ano passado, o tempo médio de espera para a concessão de um benefício foi de 74 dias – chegou a alcançar 89 dias em julho e terminou o ano, em dezembro, com 75. Em 2018, o tempo médio do ano foi de 51 dias; em 2017, de 54; em 2016, de 60; e em 2015,de39dias. No total, em todo o país, há 2,021 milhões de pedidos de benefício à espera de resposta, dos quais 1,379 milhão há mais de 45 dias.

As explicações do INSS foram enviadas depois de o TCU contestar a possibilidade proposta pelo governo de contratação apenas de militares para reforçar o atendimento – segundo o tribunal, isso seria inconstitucional porque estabeleceria uma reserva de mercado. O órgão também especificou o tamanho da fila por unidade da federação. A maior é a do Distrito Federal. São 608 mil requerimentos com mais de 45 dias sem resposta, o que representa 44% da fila em todo o país. Após o Distrito Federal, Pernambuco tem a maior fila de espera (365 mil), seguida de São Paulo (309 mil) e Minas Gerais (265 mil). As menores filas estão todas na região Norte: Roraima (261 requerimentos ), A mapá (367)e Acre (623).   

(Agências)