INFORMATIVO - RENTABILIDADE JULHO/2020

Os mercados continuam o processo de recuperação das perdas do mês de março, suportado basicamente pelos mesmos fatores dos meses anteriores: (i) ações de liquidez dos bancos centrais e tesouro sustentando os ativos de risco; (ii) avanços no desenvolvimento de vacinas; (iii) restrições pontuais de mobilidade, mesmo com o aumento no número de infectados. Assim, as principais bolsas de valores globais a fecharem mais um mês no campo positivo.

No mês, as carteiras financeiras apresentaram retorno positivo, o Plano Básico 1,33% e o Plano Suplementar 1,35%.

No Brasil, podemos ver indícios que os estímulos estão chegando na ponta e estamos diante de uma recuperação em formato de “V”, dessa maneira à medida que os indicadores econômicos são divulgados, as previsões de atividade estão sendo revistas, o relatório FOCUS que projetava o PIB em -6,50% há quatro semanas foi revisado para -5,66%.

Por outro lado, antes da crise sanitária, o Brasil já se encontrava em uma situação fiscal delicada, necessita agora de um monitoramento ainda mais fino, diante do nível de utilização da capacidade da economia e da solvência/insolvência das empresas, até que uma solução definitiva seja encontrada.

Exatamente a ociosidade da economia tem impactado de forma positiva a inflação, o relatório Focus, prevê o IPCA encerrando 2020 com 1,63%, abaixo do piso da meta (4%), e 3,00% em 2021, também abaixo da meta (3,75%).

Em caso de dúvidas, não hesite em entrar em contato com a Administração da Fundambras para que possamos ajudá-lo com suas perguntas e necessidades específicas do seu plano de aposentadoria.

Atenciosamente,

Administração da Fundambras